Qual importância de estar filiado a uma Convenção?

Em alguns casos seria interessante uma igreja estar filiada a uma convenção.

Para as pequenos templos e ministérios a Convenção pode ser uma valiosa aliada, principalmente para o apoio nas diversas áreas de atuação da igreja.

Em princípio nenhum ministro de igreja ou ministério que esteja registrado(*) necessita estar filiado a qualquer convenção. A natureza jurídica da igreja registrada confere a mesma todos os direitos, bem como os seus deveres perante a sociedade e órgãos governamentais.

Se a igreja for registrada, então estar ligado a uma convenção NÃO CONFERE respaldo jurídico, mas garante um apoio e uma orientação nas áreas administrativa, jurídica, contábil e eclesiástica.

Unir sob um mesmo propósito os irmãos em Cristo das diversas denominações e a capacitação ministerial com o objetivo de crescimento da obra do Senhor norteiam as principais finalidades desta Convenção.

Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união.
Salmos 133.1

 

Essa unidade se dá em projetos evangelísticos, missionários e sociais. Fazer parte de uma Convenção interdenominacional oferece ao líder uma grande oportunidade de compartilhar suas experiências e aprender com as experiências de outros líderes. Além disso, todo filiado tem o apoio da Convenção naquilo que for necessário para o crescimento de cada Ministério.

E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração,
Louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.

Atos 2.46,47


Nota:

(*) Igreja/Ministério registrado: organização religiosa que possui ata de fundação, estatuto e CNPJ.

Comemdv

Apoiar o desenvolvimento e crescimento das igrejas e ministérios independentes.